Fundação Populorum Progressio celebra 25 anos a serviço da América Latina

fundacao populorum progressio FotoRV

Os membros da Fundação Populorum Progressio para a América Latina se reúnem a partir desta terça-feira, 12, em Roma, para festejar seus 25 anos de criação. Entre os membros da fundação, há um brasileiro: o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Sebastião Ramos Krieger. A data será comemorada com uma conferência intitulada “25 anos de serviço para o desenvolvimento integral, olhando para o futuro”.

A abertura do evento foi feita pelo Prefeito do Dicastério para o Desenvolvimento Integral, Cardeal Peter Turkson, que é também o Presidente da Fundação. Já o Secretário-Geral do Sínodo dos Bispos, Cardeal Lorenzo Baldisseri, apresentou alguns elementos do Sínodo dedicado à Amazônia e às populações indígenas, programado para 2019. A realidade latino-americana foi apresentada pelo Prof. Guzmán Carriquiry, da Pontifícia Academia para a América Latina.
Já a quarta-feira, 13, será dedicada à reunião anual do Conselho de Administração da Populorum Progressio, no decorrer da qual os membros irão distribuir os financiamentos aos projetos em favor das comunidades indígenas, mestiças, afro-americanas e camponesas da América Latina e do Caribe para 2018.
O evento será também a ocasião para refletir sobre as melhores modalidades para realizar o mandato da Fundação. E na quinta-feira, 14, está prevista a audiência com o Papa Francisco.
Durante esses 25 anos, os projetos realizados pela Fundação foram mais de 4.300, para um total de mais de 41 milhões de dólares. Os projetos envolvem as comunidades locais e são destinados a vários setores, entre os quais a agricultura e a criação de animais, artesanato e microempresas, infraestruturas para a água potável, a formação escolar, saúde e construção.

 


(Da redação Canção Nova, com Rádio Vaticano)