Homilia desta segunda-feira: A pureza nos aproxima de Deus

menino rezando iStock

Só enxerga o Reino de Deus, quem tem pureza nos olhos, na alma, no espírito; quem tem pureza de intenção
“‘Espírito impuro, sai desse homem!’ Então Jesus perguntou: ‘Qual é o teu nome?’ O homem respondeu: ‘Meu nome é ‘Legião’, porque somos muitos’” (Marcos 5,8-9).


Jesus está expulsando os espíritos impuros que estão dominando esse homem. O que, talvez, chame a nossa atenção é que Jesus expulsa os espíritos impuros e os manda para a manada de porcos, que jogam-se ao mar e afogam-se. Aqueles espíritos impuros eram mais sujos do que os porcos, de tal forma que, atormentam tanto aos porcos que esses jogam-se ao mar. Deus não nos quer impuros, Ele não quer que a impureza tome conta de nós, que tome conta dos nossos pensamentos, dos nossos sentimentos. A impureza é maldade, ela nos torna maus.
Olhamos as coisas pela ótica da impureza e do mal e, a partir disso, as nossas palavras se tornam maldosas e maliciosas; aquilo que nós fazemos para os outros se torna mal. À medida que permitimos que esses espíritos impuros cresçam em nós, dominando a nossa mente, a nossa vontade, vamos nos tornando pessoas maldosas. Deus não nos quer no mal, Ele nos quer puros.
Talvez alguns tenham uma restrição, uma visão equivocada a respeito da pureza, entretanto, para alguns a “pureza” confunde-se com “puritanismo”. A pureza se conjuga com a santidade, com Deus, com o espírito de Deus que está em nós. “Felizes os puros de coração, porque verão a Deus” (Mateus 5,8). Só vê Deus no meio de nós, só enxerga o Reino de Deus, quem tem pureza nos olhos, na alma, no espírito; quem tem pureza de intenção.
Olhamos para uma criança pequena, quanto mais pequenina ela for, mais vemos nela a pureza de alma, mais contemplamos a presença de Deus. À medida que crescemos, a maldade, a perversão, a malícia e as intrigas do mundo vão entrando em nós, e começamos a agir conforme esses espíritos. Eles nos tornam violentos, dominam a nossa vontade, as nossas inclinações.
Jesus nos quer puros, porque, somente puros nos tornamos parecidos com Deus. Quanto mais os espíritos impuros entrarem em nós, mais desfiguramos a imagem de Deus que está em nós, e ficamos parecidos com esses espíritos.
As legiões estão por aí: a legião de pensamentos desordenados, pensamentos impuros, legião de maldade que as pessoas cometem umas contra as outras. Precisamos em nome de Jesus, na autoridade d’Ele, vencer e expulsar da nossa vida os espíritos que fazem de nós pessoas maldosas e impuras.
Deus abençoe você!


(Padre Roger Araújo, Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova)