O urbanismo e o Direito a ser Cidade

cidade smart coisas

No dia 8 de novembro comemora-se a data mundial do Urbanismo, momento propício para repensar a nossa vida cidadã, nossas espectativas e sonhos, no bem viver e conviver no meio urbano. Desde os gregos e a antiguidade clássica, a cidade respirava uma lógica que privilegiava o público, a àgora (praça), o areópago, em detrimento de outras funções mais privadas e setoriais. Na idade média, o surgimento das comunas medievais e os Burgos, foram um movimento de emancipação que buscou concretizar a harmonia de quatro elementos: limpeza, segurança, regularidade e beleza, proibindo-se o lixo e o depósito de dejetos diante das casas.

Não maltratemos a nossa casa comum, pede Papa

cuidado com meio ambiente

Um novo apelo em prol do meio ambiente. Nesta segunda-feira, 6, o Papa Francisco postou uma mensagem no twitter em que pede cuidado ao meio ambiente, preservando-o para o futuro. “A guerra causa sempre graves danos ao meio ambiente. Não maltratemos a nossa casa comum, mas a preservemos para as futuras gerações”, escreveu Francisco em sua conta, que tem mais de 40 milhões de seguidores nesta rede social.O tweet do Papa foi publicado em um dia significativo com relação ao tema “meio ambiente”. Celebra-se hoje o Dia Internacional para a Prevenção da Exploração do Meio Ambiente em Tempos de Guerra e Conflito Armado.

O grande princípio da Liturgia

Mesa Eucarística maravilhosaaaaaaaaaaaa

O Papa Francisco publicou, em 3 de setembro último, a Carta Apostólica, em forma de motu próprio (de livre iniciativa), intitulada Magnum Principium (o grande ou o importante princípio) na qual reforma o cânon 838 do Código de Direito Canônico, de 1983, à luz das reformas litúrgicas propostas pelo Concílio Vaticano II (1962-65) e de outros documentos complementares publicados ao longo do pós-Concílio. O cerne do motu próprio está no seu final, quando diz: […] “no futuro o cân. 838 será lido como segue:”

Papa às Universidades: “pesquisa, ensinamento e promoção social"

papa discurso religiosas

O Papa Francisco recebeu, na manhã deste sábado, 4, na Sala do Consistório, no Vaticano, 230 membros da Federação Internacional das Universidades Católicas, na conclusão do encontro, que acaba de ser realizado em Roma, sobre o tema: “Refugiados e Migrantes em um mundo globalizado: responsabilidade e respostas das universidades”. Na ocasião, Francisco recordou as atividades da Federação, que, em menos de um século, se propôs a promover a formação católica, em nível superior, com tantas e diversas realidades universitárias.

A autoridade nasce do bom exemplo, destaca Papa no Angelus

Papa Angelus 1

Durante sua reflexão antes do Angelus neste domingo, 5, o Papa Francisco lembrou o exemplo de autoridade de Cristo, que preserva valores cristãos como a fraternidade e amor ao próximo. “Irmãos e irmãs, um defeito frequente daqueles que têm autoridade, seja ela civil ou eclesiástica, é exigir dos outros coisas corretas, mas que não colocam em prática pessoalmente, fazem uma dupla vida. (…) Esta atitude é um mal exercício da autoridade, que, em vez disso, deveria ter sua primeira força no bom exemplo.

Declaração dos Bispos das dioceses da Bacia Hidrográfica do Rio Doce

fundao 1

No dia 5 de novembro de 2015, as populações da Bacia do Rio Doce foram brutalmente atingidas pelo maior desastre socioambiental do Brasil, com o rompimento da barragem de Fundão, das mineradoras Samarco-Vale-BHP Billiton, no distrito de Bento Rodrigues, município de Mariana-MG. A lama tóxica destruiu comunidades, ceifou vidas, desalojou populações inteiras, devastou o meio ambiente, atingiu o Rio Doce e chegou ao Oceano Atlântico, jogando na incerteza e na insegurança milhares de pessoas.

Homilia deste domingo 05/11/2017: Precisamos lutar por nosso lugar no Céu

B iNgWwAAC3nB

Para entrarmos no Céu, precisamos ter o visto da santidade, ter esforço pessoal e empenho para conquistarmos nosso lugar
“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus” (Mateus 5,3).

Dois anos da tragédia do rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana (MG)

fundao

Neste domingo, 5 de novembro, completam-se dois anos do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG). O desastre ambiental, sem precedentes no Brasil, deixou 19 mortos e os rejeitos da barragem da Mineradora Samarco atingiram mais de 40 cidades em Minas Gerais e no Espírito Santo. Até agora, as multas ainda não foram pagas, as famílias afetadas não foram devidamente atendidas e sequer um plano de manejo foi implementado. A tragédia também é responsável pela poluição do Rio Doce e dos seus afluentes.

Dom Biasin: “2017 está se tornando um Kairós entre católicos e luteranos”

papa luterano CTV

“Com a graça de Deus e o empenho de muitos cristãos, o ano de 2017 está se tornando um verdadeiro Kairós – um momento de Deus e uma hora de novos desenvolvimentos – nas relações entre católicos e luteranos e talvez, mais amplamente na comunhão ecumênica dos cristãos”. A frase é de Dom Francisco Biasin, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em referência aos 500 anos da Reforma Protestante, evento que provocou uma ruptura na Igreja.

Homilia desta sexta-feira 03/11/2017: Precisamos cuidar uns dos outros

maxresdefault 1

Precisamos dar o melhor de nós para olhar o sofrimento e a dor do outro

“Então Jesus tomou o homem pela mão, curou-o e despediu-o. Depois lhes disse: Se algum de vós tem um filho ou um boi que caiu num poço, não o tira logo, mesmo em dia de sábado?” (Lucas 14,5).

Orar pelos mortos expressa profunda comunhão, diz Dom Armando Bucciol

Finados Padre explica como lidar com medo da morte 600x300

“Como membros da família humana, orar uns pelos outros, num eterno presente de Deus, expressa um profundo sentido de comunhão e de ajuda recíproca”, desta forma o bispo da diocese de Livramento de Nossa Senhora (BA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Armando Bucciol define o sentido da oração pelos mortos, por ocasião do Dia de Finados, 2 de novembro.

“Amor e gratidão pelos falecidos”, diz Presidente da CNBB

Uma prece feita com amor e gratidão alimenta o espírito e renova a alma 830x450

A Igreja celebra nesta quinta-feira, 2, a Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos, chamada popularmente pelo nome dado civilmente ao feriado: Dia de Finados. Neste dia, nas Igrejas e nos cemitérios, “manifestamos o amor e a gratidão pelos falecidos e, de modo especial, expressamos a fé em Cristo Ressuscitado, a fé na ressurreição dos mortos e na vida eterna”, conta o arcebispo de Brasília e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, cardeal Sergio da Rocha. A Comemoração dos Fiéis Defuntos é ocasião para dedicar orações pelos amigos e familiares falecidos, um gesto que, para dom Sergio não se reduz ao sinal de amor e gratidão: “É acima de tudo, um gesto de fé e esperança”.

Finados: Esperança nasce de momentos de dor e sofrimento, diz Papa

C8ZX9tuWsAA1ktY 768x493

Nesta quinta-feira, 2, Dia de Finados, o Papa Francisco celebrou a Missa em recordação dos fiéis falecidos no cemitério estadunidense de Nettuno, situado na diocese de Albano, em Roma. Com o gesto, o Pontífice rezou pelas vítimas da Segunda Guerra Mundial sepultadas no local, mas também por todos os mortos em guerras. Assim que chegou, o Pontífice caminhou por entre os túmulos, oferecendo flores e rezando pelas almas dos sepultados.

Homilia desta quinta-feira 02/11/2017: Jesus nos dá a vida em plenitude

18724 capturar

Aquele que nos deu a vida, aqui na Terra, é o mesmo que nos dá a vida em plenitude

“Pois esta é a vontade do meu Pai: que toda a pessoa que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna. E eu o ressuscitarei no último dia” (João 6,40).

Lições do Dia de Finados

finados

O dia 02 de novembro, no qual comemoramos o Dia de Finados, é marcado por um rito especial: a visita aos túmulos onde foram depositados os restos mortais daqueles que fizeram parte de nossa vida e a oração por eles. O cemitério é o lugar onde os opostos convivem: o lugar é de silêncio, mas nos fala muito; tudo recorda a morte, mas, não de menos, a vida terrena e a vida eterna. A visita ao cemitério, ao mesmo tempo, fala dos que já partiram, de nós mesmos e também de Deus.

Vaticano e Federação Luterana Mundial assinam declaração conjunta

papa luterano CTV

O Vaticano e a Federação Luterana Mundial publicaram nesta terça-feira, 31, dia em que se encerra a comemoração comum pelos 500 anos da reforma protestante, uma declaração conjunta elogiando o clima de diálogo entre católicos e luteranos. O documento, publicado pela sala de imprensa da Santa Sé, surge no dia em que se completam cinco séculos sobre a afixação das 95 teses de Martinho Lutero, na Alemanha.

Homilia desta terça-feira 31/10/2017: Acolhamos a Palavra de Deus em nosso coração

e9587c030b0f29c7a6e9b4b775990c0e wallpaper hd for desktop love wallpaper

A Palavra é o fermento do Reino de Deus, que chega para dar qualidade e consistência, para transformar

“Ele é como a semente de mostarda, que um homem pega e atira no seu jardim. A semente cresce, torna-se uma grande árvore, e as aves do céu fazem ninhos nos seus ramos” (Lucas 13,19).

Após 50 anos de sua morte, Pe. João Schiavo é beatificado no Brasil

missa beatificacao joao shiavo

Na manhã deste sábado, 28, foi beatificado Pe. João Schiavo. “Há pouco mais de 50 anos de sua morte, a Igreja eleva hoje, à honra de seus altares, (…) o missionário italiano da congregação de São José”. As palavras são do presidente da celebração de beatificação e Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, em homilia lida nos pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul (RS). “Ele se santificou aqui, nesta terra brasileira, pátria de santos e de mártires.

No Ângelus, Papa recorda beatificação de Pe. João Schiavo

ngelus Papa 29 10

Na manhã deste domingo, 29, em sua reflexão do Ângelus, na Praça São Pedro, o Papa Francisco recordou a beatificação do padre brasileiro João Schiavo — beatificado neste sábado, 28, em Caxias do Sul (RS).
“Ele trabalhou com zelo a serviço do povo de Deus”, disse o Sucessor de Pedro. “Que seu exemplo nos ajude a viver em plenitude à nossa adesão a Cristo e ao Evangelho”, reiterou.

Fomos criados no tempo para sermos eternos

maxresdefault

O feriado de 2 de novembro chama a atenção de todos para algumas realidades nem sempre presentes em nosso cotidiano: a saudade de quem partiu, a consciência de nossa finitude, a elaboração do luto. Enfim, o tema da morte e do morrer emergem do calendário para uma retomada de consciência sobre a vida. Nós humanos temos uma única certeza sobre o futuro: sabemos que iremos morrer. Viver e morrer estão intimamente conectados.

Homilia deste domingo 29/10/2017: Se amamos Deus, podemos também amar nosso próximo

ajudando ao proximo pensador

Quando amamos Deus sobre todas as coisas, temos a graça d’Ele para amar nosso próximo
“Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento! Esse é o maior e o primeiro mandamento. O segundo é semelhante a esse: ‘Amarás ao teu próximo como a ti mesmo’” (Mateus 22,37-39).

Onde dormirão os pobres?

 csm people homeless male street poverty social city 2 2c30813db9

A leitura do Livro do Êxodo deste domingo mostra a face de um Deus compassivo e misericordioso para com os pobres exigindo a devolução do manto que tinha sido tomado como garantia, porque era o cobertor do desamparado (Ex. 22, 25-26). O amor ao próximo é inseparável do amor à Deus, e como afirma São João quem diz que ama Deus que não vê e não ama o irmão que vê, é um mentiroso. A agenda da modernidade líquida, com a não verdade e a pós-moral tem se centrado nas questões de identidade e reconhecimento de grupos e setores da população, mas como propõe claramente Zygmunt Bauman (cf. Identidade), afasta-se das misérias humanas mais doloridas e amplamente majoritárias.

Livros abordam martírio dos protomártires brasileiros recém-canonizados

padre bispo cunhau uruacu CN

Dois livros sobre os novos santos da Igreja Católica, os protomártires do Brasil, foram lançados nesta quinta-feira, 26, na sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP). De autoria do arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, e do pároco da arquidiocese de Natal, padre José Pereira, as obras abordam o martírio dos santos brasileiros recentemente canonizados no dia 15 de outubro deste ano. “Devocionário dos Santos Mártires de Cunhaú e Uruaçu” e “O Grito do amor”, são obras respectivas de Dom Jaime e padre Pereira que trazem abordagens diferenciadas sobre os agora santos brasileiros. De acordo com o arcebispo, o livro de sua autoria é simples e conta um pouco da história e dos momentos vividos pelos protomártires. “Proto” segundo Dom Jaime, por ser o primeiro grupo de mártires verdadeiramente brasileiros, contando com os naturalizados.

“Apesar de tudo, é preciso vencer a tentação do desânimo”, afirma CNBB em Nota sobre momento nacional

Capa nota mom politico

Por meio de nota, divulgada nesta quinta-feira, 26, em coletiva de imprensa na sede provisória da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília (DF), a presidência da CNBB manifestou mais uma vez sua apreensão e indignação com a grave realidade político-social vivida pelo país, que afeta tanto a população quanto as instituições brasileiras. No texto, a entidade repudia a falta de ética que se instalou nas instituições públicas, empresas, grupos sociais e na atuação de inúmeros políticos que “traindo a missão para a qual foram eleitos, jogam a atividade política no descrédito”.

Mais Artigos...