Tema da fecundidade inspira missa da Semana Nacional da Família na Comunidade Jesus o Bom Pastor

encerramentofestejobp3

A Comunidade Jesus o Bom Pastor, no Renascença I, recebeu no final da tarde deste sábado (15/08/2015) o sexto encontro celebrativo da Semana Nacional da Família, na missa presidida pelo pároco Frei Valdo Nogueira, com a liturgia ficando sob a responsabilidade da Pastoral Familiar da Paróquia São Francisco de Assis. O tema da celebração foi "Fecundidade conjugal e familiar", e a cor litúrgica foi o branco solene em virtude do domingo da Assunção de Nossa Senhora. A animação musical ficou por conta do trio formado por Dani Fernandes (voz e violão), Natan Brito e Mário Belo (violão).

A missa começou com a entrada da imagem da Sagrada Família levada por Gisele Cardoso de Araujo (PF e Pascom). Depois do comentário inicial de Ana Eugênia Furtado, da procissão de entrada, da invocação da Santíssima Trindade, do Ato Penitencial cantado e do Hino de Louvor, a Primeira Leitura, extraída dos capítulos 11 e 12 do Livro do Apocalipse de São João, foi proclamada por Paulo Roberto Araujo Filho com destaque para o trecho: "O Dragão parou diante da Mulher, que estava para dar à luz, pronto para devorar o seu Filho, logo que nascesse. E ela deu à luz um filho homem, que veio para governar todas as nações com cetro de ferro. Mas o Filho foi levado para junto de Deus e do seu trono. A mulher fugiu para o deserto, onde Deus lhe tinha preparado um lugar". Em seguida foi cantado por Graça Eugênio (Pascom) com o refrão coletivo "À vossa direita se encontra a rainha, com veste esplendente de ouro de Ofir".
Na Segunda Leitura, tirada do capítulo 15 da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios e proclamada por Fabiano Furtado, o apóstolo das nações anuncia sobre Cristo: "É preciso que ele reine até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés. O último inimigo a ser destruído é a morte. Com efeito, “Deus pôs tudo debaixo de seus pés”. Daí o Evangelho do dia (Lucas 1,39-56) foi proclamado pelo celebrante ressaltando o belo cântico de Maria no Magnificat: "Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o respeitam. Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias".
Em sua cativante homilia, Frei Valdo enfatizou o papel de Maria como a Arca da Nova Aliança, mostrou como a oração da Ave-Maria é baseada em trechos do Evangelho, falou sobre como Isabel ficou cheia do Espírito Santo e a criança (João Batista, o precursor de Jesus) pulou de alegria no seu ventre ao ouvir a saudação de Nossa Senhora e lembrou as palavras do santo "Se a terra em que Jesus Cristo pisou é santa, quanto mais o ventre em que ele foi gerado é santíssimo".
Após o Credo, a leitura das preces da assembleia por Karolina Matos e o Ofertório, o sacerdote proclamou a Oração Eucarística, foram rezados o Pai-Nosso e a Oração pela Paz, e chegou o ápice da distribuição da Sagrada Eucaristia aos fiéis presentes, seguida da mensagem de pós-comunhão lida pelo casal Fabiano/Eugênia fechada com o canto da Oração da Família, dos avisos da comunidade e da bênção final das famílias e das grávidas ministrada por Frei Valdo, que agradeceu a Pastoral Familiar por ter percorrido as oito comunidades da Paróquia durante a Semana e pediu a inclusão da nova comunidade que está sendo plantada (a da Capelinha de São Pedro, na Península da Ponta D´Areia) na programação da SNF no próximo ano. O presidente do conselho Jacinto Amorim também agradeceu os colaboradores da comunidade pelo sucesso do Festejo, encerrado no dia 2 de agosto.
Na Igreja Matriz do São Francisco, na noite de sábado, houve o Terço da Sagrada Família conduzido pelo casal da Comunidade Santa Luzia Almir Reis e Chrystina Belfortt, seguido da Missa mensal das famílias que foi celebrada pelo vigário-paroquial Frei Ribamar Ferreira, com a liturgia sob a responsabilidade da Pastoral Familiar, e o tema "Família, esperança de Deus para o mundo".
Comunidades de todo o Brasil celebraram a Semana Nacional da Família desde o domingo Dia dos Pais (09/08). Para auxiliar nas atividades de oração e reflexão, a Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF) prepararam o subsídio “Hora da Família”. O texto propôs sete encontros voltados às famílias, jovens, crianças, casais de namorados e noivos.
A edição do "Hora da Família" está em sintonia com o tema do Encontro Mundial das Famílias, que será no mês de setembro, na Filadélfia (EUA), com a presença do Papa Francisco. O tema de ambos os eventos é "O amor é a nossa missão: a família plenamente viva". A reta final em nossa Paróquia foi encerrada com uma bela missa na Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Jaracaty, terminando com um café compartilhado na manhã de domingo (16/08). Traremos mais detalhes dessa derradeira celebração neste Blog amanhã.
"Irmãos: Quando este ser corruptível estiver vestido de incorruptibilidade e este ser mortal estiver vestido de imortalidade, então estará cumprida a palavra da Escritura: “A morte foi tragada pela vitória. Ó morte, onde está a tua vitória? Onde está o teu aguilhão?” O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a Lei. Graças sejam dadas a Deus que nos dá a vitória pelo Senhor nosso, Jesus Cristo" (1Cor 15,54-57).

Imagem de Nossa Senhora Aparecida faz visita emocionante a nossa Igreja Matriz da Paróquia

Na ensolarada tarde deste domingo da Assunção de Nossa Senhora, dia 16 de agosto, a Igreja Matriz da Paróquia São Francisco de Assis recebeu uma rápida e ilustríssima visita da imagem jubilar peregrina de Nossa Senhora Aparecida, que está passando por diversos lugares da Arquidiocese de São Luís desde segunda-feira passada (10/08).

Dentro da nossa igreja foi rezada a Oração pelo Jubileu de 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida por pescadores nas águas do Rio Paraíba do Sul/SP, e a Ave-Maria seguida de uma bênção dada pelo Padre Missionário Redentorista Geraldo Rodrigues, guardião que acompanha a imagem da padroeira do Brasil nesta peregrinação.

A Igreja vestiu sua entrada de azul e branco, e as dezenas de fiéis presentes, enquanto aguardavam a imagem desde a concentração às 14h rezaram o Terço e cantaram músicas em honra a Nossa Senhora, com a animação musical ficando por conta de Robert Gonçalves de Araújo, da Renovação Carismática Católica e Ministério de Música

Foi uma rápida passagem, com uma entrada de 10 minutos. A santa chegou por volta das 15h20min. Houve queima de fogos, nosso pároco Frei Valdo Nogueira teve a honra de entrar na igreja carregando a imagem e chegou às lágrimas no momento das orações no altar, pedindo que Maria abençoasse nossas nove comunidades, todas as famílias, os doentes e excluídos, e todas as pastorais, grupos, movimentos e serviços da Paróquia. Os vigários-paroquiais Frei Ribamar Ferreira e Frei Raimundo Nonato Moreira também marcaram presença, este último no intervalo da formação que conduzia ontem direcionada aos jovens.

Apesar de breve, a passagem deu para emocionar, fotografar e rezar para a mãe Aparecida abençoar nossa paróquia e todos nós. Os fiéis fizeram um corredor de isolamento protegendo a imagem na entrada e saída, para que as pessoas se aproximassem com fé, mas sem incidentes.

Em seguida à saída para a reta final da carreata atravessando a Ponte do São Francisco, muita gente acompanhou o cortejo a pé ou de carro ou de ônibus, até a Praça Maria Aragão, onde foi celebrada uma missa campal solene às 18h pelo arcebispo de São Luís, Dom José Belisário da Silva, com a presença de vários bispos, presbíteros e diáconos, com a praça totalmente lotada.

Na celebração transmitida pela TV Aparecida para todo o Brasil, Frei Valdo serviu no altar como mestre de cerimônia, com o hábito franciscano visível, e apareceu na transmissão ao vivo em diversos momentos. Representando nossa forania São Luís Rei de França, Padre Cláudio Corrêa, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida da Foz do Rio Anil (Cohafuma), teve uma bela atuação como comentarista da missa.

Parabéns a todos que participaram desse momento de graça, espiritualidade mariana e profunda devoção.

  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10

Frei Valdo celebra missa de envio das imagens de São Francisco, abrindo programação do Pré-Festejo em honra do padroeiro

festejo titulo

  • 01-papa1
  • GEDC7827_1
  • Jesus_e_os_doze_discípulos
  • Jumi-600x300
  • Papa-envia-mensagem-a-educadores-reunidos-em-Sao-Paulo-600x300
  • Vaticano-reune-1071-padres-missionarios-da-misericordia-600x300
  • aimage
  • bannercasamento
  • bannermissacatequistas
  • bannertercojovem
  • batismo
  • bento_xviijpg
  • campo-de-refugiados_reproducao-reuters
  • catequeses-sobre-misericordia
  • congresso_iconografia-de-nossa-senhora-aparecida-600x300
  • cristaos-iraque-600x300
  • delegada
  • download1
  • encontro_-600x300
  • eu-e-jesus
  • fe_papa
  • formacao_oracao-para-pedir-o-dom-da-sabedoria-1600x1200-940x450
  • foto_1
  • frei_raniero_pregacoes_quaresma1
  • frei_valdo_missa
  • freiraimundo
  • freiraimundo2
  • freiraimundovestindoverdefestejo
  • freiribamardebrancovotiva
  • freiribamardeverdemissa30domcomum
  • freivaldodeverde
  • iraque3-600x300
  • jesus_e_pecador__clássica_invertida
  • knielen_bij_kruis_2
  • madre_tereza
  • medalha-ano-jubilar1
  • onde_esta_deus_diante_do_sofrimento-600x450
  • ostensorio-JMJ-2016-600x300
  • padre-pio_jubileu-da-misericordia
  • padrefabiodemelo
  • papa-angelus-600x300
  • papa-aos-jovens
  • papa-francisco-recebe-presidente-do-ira-hassan-rouhani
  • papa-orando
  • papa_caminho-da-santidade
  • papa_catequese
  • papa_catequese_ano-da-misericordia-600x300
  • papa_consagrados1
  • papa_francisco
  • papa_francisco_c
  • papa_homilia
  • papa_sexta-da-misericordia
  • prefestejo
  • prefestejo2
  • prefestejo3
  • prefestejo4
  • prefestejo5
  • prefestejo6
  • raulzinhonetoutahjazzbostonceltics
  • santo_egidio1-600x300
  • sexta-da-misericordia-papa-visita-padres-idosos-e-doentes-1
  • unnamed

A missa de envio das imagens de São Francisco de Assis que abriu a programação do Pré-Festejo em honra do padroeiro de nossa Paróquia foi uma celebração bonita e marcante na noite deste domingo (23/08/2015), presidida pelo pároco Frei Valdo Nogueira na Igreja Matriz e concelebrada pelo padre visitante Iuri Ribeiro dos Santos, da de Estância (Sergipe). Houve o lançamento público das artes de divulgação do Festejo, com a apresentação das camisas, do banner, do Hino especial e do tema da festividade este ano: "Com Francisco, queremos uma família evangelizadora para promover a paz na sociedade". O Festejo vai de 25 de setembro a 4 de outubro.

As 11 capelinhas com imagens peregrinas de São Francisco receberam a bênção e foram enviadas às nossas nove comunidades paroquiais, ao Centro de Obras Sociais e uma vai percorrer entidades, escolas e instituições da cidade de São Luís/MA.
A animação musical da missa de ontem ficou por conta de Robert Gonçalves, Paulo Roberto Mendes e Graça Eugênio. A cor litúrgica foi o verde, por ocasião do 21º Domingo do Tempo Comum. A família representada nas artes do Festejo faz parte da Pastoral Familiar da Paróquia: os pais Claydson Miranda e Francy Lindoso e as filhas Andrezza (14 anos) e Maria Fernanda Miranda (2).

Depois do comentário inicial feito por Mauro Roberto (Comunidade Matriz), da procissão de entrada sobre o tapete vermelho coberto de flores, do Ato Penitencial cantado e do Hino de Louvor, a Primeira Leitura, extraída do capítulo 24 do Livro de Josué, foi proclamada pela catequista Eliane Fonseca (Comunidade Santa Luzia) destacando o discurso do sucessor de Moisés: "Então Josué falou a todo o povo: Se vos parece mal servir ao Senhor, escolhei hoje a quem quereis servir: se aos deuses a quem vossos pais serviram na Mesopotâmia, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Quanto a mim e à minha família, nós serviremos ao Senhor'. E o povo respondeu, dizendo: 'Longe de nós abandonarmos o Senhor, para servir a deuses estranhos". A seguir Dona Rosinha Melo (Apostolado da Oração) cantou o trecho do Salmo 33 com o refrão coletivo "Provai e vede quão suave é o Senhor!".

Na Segunda Leitura, tirada do capítulo 5 da Carta de São Paulo aos Efésios, o apóstolo das nações exortou: "Vós que temeis a Cristo, sede solícitos uns para com os outros. As mulheres sejam submissas aos seus maridos como ao Senhor. Pois o marido é a cabeça da mulher, do mesmo modo que Cristo é a cabeça da Igreja, ele, o Salvador do seu Corpo. Mas como a Igreja é solícita por Cristo, sejam as mulheres solícitas em tudo pelos seus maridos. Maridos, amai as vossas mulheres, como o Cristo amou a Igreja e se entregou por ela". Na sequência do canto de aclamação, Padre Iuri proclamou o Evangelho do dia (João 6,60-69) com destaque para a resposta de fé de Pedro a Jesus no trecho final: "A partir daquele momento, muitos discípulos voltaram atrás e não andavam mais com ele. Então, Jesus disse aos doze: 'Vós também quereis ir embora?' Simão Pedro respondeu: 'A quem iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna. Nós cremos firmemente e reconhecemos que tu és o Santo de Deus".

Em sua homilia, Frei Valdo ressaltou que o Senhor nunca deixou os cristãos enganados, nunca mentiu para seduzir as pessoas com uma proposta atraente que fizesse as igrejas lotadas, Ele é verdadeiro ao tratar do peso da cruz que cada um deve carregar. Jesus não quis mudar o discurso para ser bem aceito, deixou a porta aberta para os discípulos irem embora, mas a resposta de Pedro inspirado pelo Espírito Santo reconheceu que não há outro caminho de salvação. Outro tema de fundo das leituras foi o da família, o da casa que decide servir ao Senhor como fez Josué, e a instrução que São Paulo dá para maridos e mulheres viverem bem o matrimônio, com uma relação profunda de amor como a de Cristo com a Igreja, só esse amor faz as famílias subsistirem diante das dificuldades e vícios do mundo atual, assim a Liturgia da Palavra de ontem caiu como uma luva para apresentar o tema do Festejo.

Depois da profissão de fé, da leitura das preces da assembleia por Dona Ana Rosa e do Ofertório, os dois concelebrantes proclamaram a Oração Eucarística, foram rezados o Pai-Nosso e a Oração pela Paz, daí chegou o momento máximo da distribuição da Sagrada Eucaristia aos fiéis presentes, seguida do rito final. O pároco apresentou o tema e o banner litúrgico do Festejo com a entrada da família representante da PF, convidou a todos para os eventos do Pré-Festejo (Passeio Ciclístico passando por todas as comunidades, dia 5 de setembro saindo às 6h30min da Matriz; Carreata Franciscana no dia 13 de setembro saindo da Matriz após a missa de domingo às 8h30min; Romaria Franciscana no dia 19 de setembro com a caminhada saindo da Igreja do Carmo às 16h; e Adoração ao Santíssimo Sacramento na véspera do Festejo após a missa das 19h do dia 24/09) e falou sobre a rifa para arrecadação de recursos custando apenas 5 reais. O Frei também apresentou o kit do Festejo que será vendido por 25 reais contendo camisa, bolsa, vela com copo protetor de chama, adesivo, ventarola e folder.

Depois foi feita a bênção das 11 imagens, que entraram nas mãos dos coroinhas, e foram entregues aos representantes dos conselhos coordenadores de cada comunidade, das Obras Sociais, e uma ficou com o padre para peregrinação nas entidades solicitantes. A capelinha de São Francisco entregue a Dona Leir Moreira em nome do Conselho da Matriz foi em seguida entregue a uma família da comunidade, cada família inscrita ficará com a imagem por 24 horas em sua
casa e deve devolvê-la na missa da noite seguinte às 19h, ainda há muitas vagas para as famílias se inscreverem para receber essa imagem do padroeiro.

Por fim, foi apresentada aos fiéis o belo Hino do Festejo composto em família (letra: Paulo Roberto Araujo Pai e Filho, e a mãe Maria Ney Araujo, com música de Paulo e Rafael Rangel) que estará impresso nas ventarolas dos kits. Nos avisos finais, Frei Valdo também informou sobre a nova pintura na parede dos vitrais do lado direito da igreja e sobre a segunda fase da colocação dos vitrais, que já estão todos pagos pelas famílias patrocinadoras.
"O Espírito é que dá vida, a carne não adianta nada. As palavras que vos falei são espírito e vida" (Jo 6,63).