PASTORAL FAMILIAR

A Pastoral Familiar é ação que se realiza na Igreja e com a Igreja, de forma organizada através de agentes específicos com metodologia própria, tendo como objetivo a evangelização das famílias, capaz de oferecer instrumentos necessários para a formação da família, fornecer orientações para a vivência familiar, levar a todos a Boa Nova do Sacramento do Matrimônio e transformar a Sociedade pela obra de evangelização humana e cristã (Cf. estudos da CNBB - doc.65 da Pastoral Familiar no Brasil).

familiar

Missão: A missão evangelizadora da Pastoral Familiar é a defesa e promoção da pessoa em todas as etapas e circunstâncias da vida e a defesa dos valores cristãos para o matrimônio e os relacionamentos pessoais e familiares. Para isso, é imprescindível promover articulações dentro e fora da Igreja, para defender a vida em todas as suas etapas e dinamizar e orientar ações em favor da família. A Pastoral Familiar possui quatro metas principais: Fazer da família uma comunidade cristã; Fazer com que a família seja santuário da vida; Resgatar para a família seu justo valor de célula primeira e vital da sociedade; Tornar a família missionária e Igreja doméstica.

Retorno: A Pastoral Familiar foi reativada na Paróquia São Francisco de Assis em julho de 2014, a partir de um compromisso assumido no XXXI Encontro de Casais com Cristo (ECC) no final de maio. Inicialmente, os novos integrantes da PF receberam uma formação com um seminário de duas noites ministrado por casais da paróquia vizinha, de São Paulo Apóstolo. Logo em agosto, o grupo foi bem-sucedido em mobilizar todas as oito comunidades paroquiais durante a Semana Nacional da Família, que no total teve a participação de mais de 300 pessoas.

A nova Pastoral reiniciou sua atuação com um grupo de cerca de 50 pessoas, não somente casais, mas crianças, jovens, e a abertura para noivos, solteiros, separados, viúvos, pois todos têm sua origem em uma família. A coordenação é compartilhada, coletiva, com representação formal do casal Serginho Carvalho/Márcia Miranda. Em 2014 foram implantados eixos de Formação (com palestras dos próprios membros sobre Liturgia, Advento e Oração do Terço), de Espiritualidade (com os terços domiciliares da Sagrada Família mensalmente), de Tempos Fortes (Dias das Mães, dos Pais, dos Avós, das Crianças, Páscoa, Natal, Quaresma, Advento e festejos de padroeiros) e de Articulação com outras pastorais, grupos, movimentos e serviços, especialmente o ECC e o EJC (Encontro de Jovens com Cristo).

Dias e horários das reuniões da Pastoral Familiar
Quartas-feiras às 20 horas na Igreja Matriz de São Francisco.
Missa das Famílias/Terço na Praça (terceiro sábado de cada mês, na Igreja Matriz de São Francisco, a partir das 18 horas).
Reuniões domiciliares (variadas residências e horários, aos fins de semana).

Como fazer para ingressar?
A Pastoral Familiar está totalmente aberta ao ingresso de novos membros que se disponham a crescer na fé e trabalhar na evangelização das famílias.

Eixos nacionais da Pastoral Familiar (futura implantação local):

Pré-Matrimônio: Consiste na formação de noivos para o matrimônio e na organização do casamento comunitário. É responsável também pela formação de casais que já vivem maritalmente e desejam receber o Sacramento, além de promover o aconselhamento para jovens namorados.

Pós-Matrimônio: Promoção de reencontro com os recém-casados, objetivando introduzi-los na vida religiosa de sua comunidade a fim de que participem das atividades ali existentes, tais como oração do terço, Campanha da Fraternidade, Semana da Família, celebração do Natal e da Páscoa, e posteriormente seus engajamentos nas diversas Pastorais e movimentos da Paróquia. Pode realizar ainda encontros com viúvos e viúvas, a fim de formalizar grupos de estudos bíblicos e integração social, com comemorações de aniversários e dias de lazer.

Casos especiais: Equipe composta por agentes com alguma especialização profissional (psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, advogados, médicos e outros profissionais de saúde) e outros com formação específica para o atendimento de casos difíceis que ameacem a estabilidade das famílias (desentendimentos, separação, drogas, alcoolismo, pobreza, etc). Desenvolve trabalhos de aconselhamento às pessoas que precisam de ajuda na escuta amiga. Pode atuar em conjunto com a Pastoral Social no suprimento de necessidades básicas de comunidades sob risco ou com a Pastoral da Sobriedade no caso de dependência química e outros vícios.

Membros (aniversários entre parênteses):
Serginho Carvalho e Márcia Miranda, filhos: João Lucas e Mateus
Marcos Galeno e Flávia Galeno, filhos: Kauã e Kainã
Claydson Miranda e Francy Lindoso, filhas: Andrezza e Maria Fernanda
Mayron Fhorlan Lobão e Sabrina Reis Lobão
Marcelo Azevedo Trindade e Célia Trindade
Paulo Roberto Araujo Filho e Gisele Cardoso de Araujo
Flávio de Souza e Marcília de Souza, filho: Lucas Gabriel
Raimundo Martins Nunes Júnior e Sâmia Luiza Lima Silveira Nunes, filhos: João Vitor e Mariana, irmã: Gil
Fabiano de Jesus Furtado Almeida e Ana Eugênia Araújo Furtado
Adriano e Jany Azevedo, filhos: Anderson e Amanda
Almir e Cristina Belfort
Liberato e Lucilene, filha: Larissa
Edmilson Silva Lemos Filho e Jeanne Mirely Souza Ferreira
Francinaldo e Cristina Lourdes "Lurdinha"
Edilson e Nilma
José Nilson e Elza
Anderson e Adrielle, filhos: João Victor, Pedro Lucas e Luis Felipe
Alberto e Geórgia Miranda
Cláudio e Gilsélia Galeno
Adriana Pereira e família
Ociano da Costa Veloso e Francisca Joésia Ferreira Sousa
Dona Valda
João Neto, Samuel
e Núcleos de Família das comunidades.
Coloque seu nome nesta grande família também